Pós-Parto: como lidar com a pressão de um corpo perfeito

PÓS-PARTO - SEU CORPO SUAS REGRAS - PRESSÃO PÓS-PARTO - CORPO NO PÓS-PARTO - EMAGRECER NO PÓS-PARTO

6 dicas para perder peso depois da gravidez. Famosa exibe boa forma após dar à luz. Essas são as manchetes de inúmeras matérias em jornais, revistas e portais brasileiros. Saiba como não cair na cilada de acreditar que um corpo perfeito no pós-parto é o que realmente importa!

6 dicas para perder peso depois da gravidez. Como emagrecer depois do parto. 3 dicas para emagrecer rápido depois do parto. Como 5 famosas entraram em forma depois da gravidez. Famosa exibe boa forma após dar à luz. Dietas para emagrecer pós-parto de celebridades. Essas são as manchetes de inúmeras matérias em jornais, revistas e portais brasileiros.

Logo que tem seu bebê, uma mãe passa por uma experiência muito intensa de transformação, não apenas física – o aleitamento, o cansaço, os hormônios – ou emocional – de conexão, sentimentos ambíguos, tristeza – mas também, de identidade. É o início do puerpério, período que causa um monte de sensações que a mãe tem que vivenciar enquanto cuida de seu bebê, que depende dela 24×7.

Como se essa responsabilidade não fosse o suficiente, a recém-mãe também sofre pressões externas que a fazem sentir que precisa ser a mãe, a mulher, a profissional e a esposa perfeita, tudo ao mesmo tempo. Aí também entra a pressão estética. Ela precisa estar arrumada – não pode ficar só de pijama; precisa recuperar rápido o seu corpo de antes da gravidez; não pode amamentar muito tempo – senão vai ficar com os seios flácidos. Tudo isso influencia – e muito – o comportamento de mulheres que acabaram de dar à luz.

Por isso, a psicóloga Fernanda Costa, do Zenklub, dá algumas dicas para mulheres que estão nesse momento, lidarem melhor com essa pressão enorme que vem da sociedade para recuperar o corpo perfeito após a gravidez:

  • Dê tempo ao tempo

Mesmo que seja o seu desejo voltar ao peso que tinha antes da gravidez, não faça nenhuma dieta restritiva nos primeiros meses. A dieta pode acabar te deixando mais fraca durante a amamentação, o que pode acabar prejudicando a qualidade do leite. Procure se alimentar de forma saudável e balanceada. Foque na amamentação, porque a produção de leite ajuda a queimar uma quantidade grande de calorias. Essa é uma ótima maneira de perder o peso de forma saudável. Você também pode pensar em criar uma rotina de passeio de carrinho com o seu bebê, estimulando o seu corpo a se manter ativo e, de quebra, ainda ajudar você a se distrair alguns minutos por dia.

  • Filtre os conselhos que você recebe

Se prepare: esse é o momento em que muitas pessoas vão querer te dar dicas e conselhos – não só sobre a melhor maneira de cuidar de seu filho, mas também sobre como você deve estar dentro dos padrões estéticos da sociedade. Todos esses conselhos refletem uma mensagem daquilo que é importante para essa pessoa, mas não necessariamente para você. Filtre aqueles que você sente que fazem sentido para VOCÊ e para suas prioridades.

  • Converse com o seu parceiro

A maternidade exige uma dedicação quase exclusiva ao bebê que acaba de chegar,  especialmente nos primeiros meses. Nesse período, é super natural que você assuma o papel materno e deixe um pouco de lado o papel de esposa e amante. Você talvez possa estar se sentindo insegura e desconfortável com o novo corpo ou o seu parceiro também pode estar se sentindo do mesmo jeito por não ter mais tanta atenção. Não se culpe! Procure conversar com ele, compartilhar o que está sentindo e deixe que ele compartilhe os sentimentos também.

  • Entenda que você não precisa fazer tudo ao mesmo tempo

Dê tempo ao tempo. Ninguém consegue ser a ‘mulher maravilha’ e fazer mil coisas ao mesmo tempo – e de forma excelente. Analise suas necessidades e sua rotina, e aprenda a priorizar o que é mais importante para você e para o seu bebê em cada momento.

  • Aceite sua mais nova identidade

Mergulhe profundamente nesse intenso processo de transformação e de construção de sua mais nova identidade – agora também, como mãe. Claro que algumas coisas vão mudar – é natural. Respeite isso em você mesma e aceite essa sua nova versão!

Por Zenklub (psicóloga Fernanda Costa)


Veja outros posts:

Depressão pós-parto – Principais sintomas
Baby Blues – Tristeza após o parto
10 coisas que ninguém te contou sobre o pós-parto
Deixem as puérperas em paz


Siga o A Mãe Coruja no Instagram  para acompanhar diversas dicas: www.instagram.com/amaecoruja

Author: Texto Colaborativo

Textos colaborativos escritos por colunistas e leitoras. Participe também enviando seu texto para debora@amaecoruja.com .

Share This Post On

Deixe uma resposta