Pré-natal: saiba quais os principais exames que você deve fazer na gravidez

PRÉ-NATAL - EXAMES PRÉ-NATAIS - EXAMES NA GRAVIDEZ - EXAMES DE ROTINA NA GRAVIDEZ

Saiba quais são os principais exames que você deve fazer durante o pré-natal e porque eles são tão importantes para você e para o seu bebê! (imagem daqui)

A menstruação atrasou, você fez o teste de gravidez em casa e pronto: positivo! Qual é a primeira coisa que você faz (depois de contar ao pai)? Isso mesmo! Iniciar o pré-natal! Corra para seu médico para saber se está tudo bem com você e avaliar todos os fatores da sua gestação.

Serão feitas várias orientações, algumas suplementações e muitos pedidos de exames! Mas por que tanto exame? Eles servem pra que? O que estão buscando saber?

Calma! Hoje o  Dr. Bruno Jacob te explica a rotina básica do pré-natal e porque esses exames pré-natais são tão importantes pra você e principalmente, para seu bebê.

Vamos lá?

  • Beta-HCG: É o mesmo que o teste de farmácia , esse hormônio é o principal exame para diagnóstico de gravidez.
  • Ultrassonografia: Em cada trimestre da gestação ele tem uma função e todos são importantes.– 1º Trimestre: Feito para avaliar se a gravidez está no lugar correto, ” mas como assim Dr.?” (descarta gravidez ectópica), se existe o embrião (descarta gravidez anembrionada), avalia a placenta (para descartar mola) e faz a datação (ultrassom precoce é ótimo para saber a idade gestacional)
    – 2º Trimestre: Neste período é feito o morfológico. É um ultrassom complexo e demorado, é como um check-up completo do nenê. Avalia coração, o crânio, o abdome, os ossos, líquido, placenta, fluxo de sangue do útero e assim diagnosticar possíveis mal-formações.
    – 3º Trimestre: Utilizado para acompanhar o desenvolvimento. Muito importante para avaliar o peso no bebê, a placenta (localização e descolamentos) e o líquido (se aumentado ou diminuído pode significar alterações no feto)
  • Hemograma: As gestantes tem uma leve diminuição na hemoglobina, que é normal, mas deve-se ficar atenta para não desenvolver uma anemia severa.
  • Urina 1 e urocultura: Seu médico pediu exame de urina mesmo sem você estar com nenhum sintoma? Pois é, na gravidez a bacteriúria assintomática (leucócitos aumentados na urina sem sintomas) deve ser tratada para evitar complicações. Importante também para medir a proteína na urina, que pode ser fator de risco em gestantes com pressão alta.
  • Glicemia de jejum: Algumas mulheres tem tendência a apresentar diabetes na gravidez, mesmo sem nunca terem tido nenhum caso na família da doença. Ela deve ser pesquisada em todas gestantes, pois na gravidez a diabetes pode cursar com mal-formações diversas no feto.
  • TSH e T4: Mesmo sem nunca ter tido doença da tireoide, na gravidez deve-se pesquisar esses hormônios, pois a placenta pode desregular o funcionamento da glândula, o que pode levar a aborto ou parto prematuro.
  • Sorologias: Sifilis, toxoplasmose, rubéola, hepatite e HIV. Doenças que podem passar para o neném ainda na barriga ou no momento do parto normal.
  • Exame de fezes: Investiga parasitas nas fezes, que podem ser a causa de anemia, entre outros problemas.
  • Tipagem sanguínea: o fator Rh é de extrema importância e deve ser pesquisado logo no começo. A eritroblastose fetal é uma doença hemolítica causada por incompatibilidade do Rh (ou seja, mãe Rh- que dá a luz a uma criança Rh+)
  • Cultura de Streptococo: Realizado entre 36 e 38 semanas. Com uma cotonete o médico colhe secreção vaginal e anal. A intenção é pesquisar por essa bactéria que pode contaminar o recém-nascido no trajeto do parto.
  • Exame físico: Na consulta do pré-natal o obstetra examina a paciente para verificar se tudo está nos conformes, esses exames são:Altura uterina: Existe uma relação entre idade gestacional e tamanho da barriga. Um útero maior ou menor que o esperado pode significar alterações no nenê ou no liquido amniótico.
    Toque vaginal: O colo deve permanecer fechado até o trabalho de parto. Uma dilatação antes da hora pode necessitar uma intervenção médica.
    Movimento fetal: Com a mão na barriga o médico sente se o nenê se move muito ou pouco. Nenês agitados estão com boa viatalidade.
    Batimentos cardíacos fetais: feito através do sonar
    Peso: Uma gestante deve ganhar em média 12,5kg na gestação, isso deve ser bem avaliado!
  • Cardiotocografia: Conforme o bebê se aproxima da hora de nascer, o cardiotoco ajuda muito a ver se ele está bem. A frequência, o ritmo e as batidas do coração dizem muito sobre um nenê dentro do útero.

Gravidez é um momento delicado, cuide bem de você e do seu bebê, fique atenta as orientações e não falte nas consultas! Na dúvida, pergunte tudo ao seu médico e tenha um excelente parto.

Por Dr. Bruno Jacob


Veja outros posts já publicados aqui pelo ginecologista/obstetra Dr. Bruno Jacob:

Eclâmpsia – O perigo da hipertensão na gravidez
Corrimento na gravidez – é normal? Conheça causas e sintomas

Menstruação atrasada, posso estar grávida?
14 coisas que você precisa saber sobre estar grávida
DIU – Porque usar?
Aborto – Causas e Sintomas
Candidíase – O que é e como tratar
Primeira Menstruação ou Menarca – Quando, onde, como?
Parto Normal x Parto Cesárea – Principais diferenças e indicações


Siga o A Mãe Coruja e o Dr. Bruno Jacob no Instagram  para acompanhar diversas dicas: www.instagram.com/amaecoruja e www.instagram.com/drbrunojacob

Author: Dr. Bruno Jacob

Dr. Bruno Jacob (CRM 167047) formado em medicina na Universidade São Camilo, foi presidente da Liga da Saúde da Mulher. Residência em Ginecologia e Obstetrícia, trabalha em grandes maternidades na cidade de São Paulo. Siga Dr. Bruno Jacob nas redes sociais. www.facebook.com/drbrunojacob www.instagram.com/drbrunojacob

Share This Post On

2 Comments

  1. Estou fazendo, é chato mas tem que fazer, é essencial!

    Post a Reply

Deixe uma resposta