Eclâmpsia – O perigo da hipertensão na gravidez

Todo pré-natal deve ser cuidadoso e individualizado, mas existem alguns casos nos quais o pré-natal se torna de alto risco e a gravidinha deve ser encaminhada a um centro especializado.

Hoje, aqui no A Mãe Coruja, Dr. Bruno Jacob te explica mais sobre hipertensão na gravidez.

Estima-se que 12 a 22% de todas as gestantes apresentam hipertensão na gravidez, sendo 75% dessa complicação forma leve e 25% de formas graves. Dentro da obstetrícia a hipertensão é divida entre pré-eclâmpsia, iminência de eclâmpsia, eclâmpsia e hipertensão crônica!

Mas, o que é eclâmpsia?

É uma crise convulsiva, seguida ou não de coma, geralmente do tipo tonicoclônicas generalizadas, podendo aparecer antes, durante e após o parto!

IMPORTANTE

Existem sinais de alarme para os médicos de que uma paciente hipertensa pode estar prestes a ter uma convulsão, são três:

Dor de cabeça, visão turva e dor epigástrica.

Por isso é indicado que se sentir algum desses sintomas, procure rapidamente um pronto socorro, pois essa é a iminência de eclâmpsia.

Existem alguns fatores de risco para a paciente apresentar hipertensão na gravidez, alguns deles são:

  1. Primiparidade
  2. Gemelar
  3. Diabetes
  4. Obesidade
  5. Raça negra
  6. História familiar
  7. Pré-eclâmpsia em gestação anterior

“E o tratamento doutor?”

Existem, hoje em dia, drogas que abaixam a pressão de maneira rápida e outras que abaixam de maneira mais crônica, além de medicações endovenosas que impedem a eclâmpsia em pacientes que estão em estado de iminência.

A monitorização fetal deve ser minuciosa, primeiramente orientando a mãe sobre diminuição dos movimentos fetais, cardiotocografia e ultrassonografias que avaliam o fluxo de sangue para o nenê!

A mãe também deve ser avaliada em relação ao ganho de peso, edema, pressão, exames de sangue específicos e urina. A hipertensão é um dos maiores desafios para os obstetras, o pré-natal é de alto risco e deve ser seguido à risca.

Por Dr. Bruno Jacob


Veja outros posts já publicados aqui pelo ginecologista/obstetra Dr. Bruno Jacob:

Corrimento na gravidez – é normal? Conheça causas e sintomas
Menstruação atrasada, posso estar grávida?
14 coisas que você precisa saber sobre estar grávida
DIU – Porque usar?
Aborto – Causas e Sintomas
Candidíase – O que é e como tratar
Primeira Menstruação ou Menarca – Quando, onde, como?
Parto Normal x Parto Cesárea – Principais diferenças e indicações


Siga o A Mãe Coruja e o Dr. Bruno Jacob no Instagram  para acompanhar diversas dicas: www.instagram.com/amaecoruja e www.instagram.com/drbrunojacob

Author: Dr. Bruno Jacob

Dr. Bruno Jacob (CRM 167047) formado em medicina na Universidade São Camilo, foi presidente da Liga da Saúde da Mulher. Residência em Ginecologia e Obstetrícia, trabalha em grandes maternidades na cidade de São Paulo. Siga Dr. Bruno Jacob nas redes sociais. www.facebook.com/drbrunojacob www.instagram.com/drbrunojacob

Share This Post On

Deixe uma resposta