Aborto – Causas e Sintomas

ABORTO - ABORTAR - CAUSAS ABORTO - CÓLICAS FORTES

Falar de aborto é sempre um tanto complicado, afinal é um tema muito delicado. Mas você sabe identificar quais os principais sintomas e causas do aborto?

O sangramento é o sinal de alerta mais temido pelas gravidinhas! Ele pode ter muitas causas e a maioria delas não são boas!

Por isso, qualquer sangramento deve ser investigado imediatamente no pronto socorro!

Hoje A Mãe Coruja e o Dr. Bruno Jacob vão falar desse assunto delicado, O ABORTO!

Quando falamos em aborto devemos primeiro ter uma coisa em mente: nem todo sangramento na gravidez é aborto! Um sangramento pode não estar vindo necessariamente do útero, ou seja:

Você foi no banheiro e quando passou a papel para se limpar viu que nele tinha manchas de sangue! Ha uma grande possibilidade deste sangramento vir da uretra, do ânus, do períneo, das paredes vaginais (ou seja, nada que comprometa a gravidez)

Além disso pode haver um sangramento inicial da gravidez chamado de nidação, que é quando o óvulo fecundado se fixa na parede do útero, para a gravidez iniciar. Esse sangramento ocorre aproximadamente 15 dias após a fecundação e pode durar até 3 dias, ele é totalmente normal!

Mas lembre-se: TODO sangramento deve ser avaliado por um médico o quanto antes!

Outras causas de sangramento no início da gestação podem ser gravidez ectopica e gestação molar!

Dr. como saber se meu sangramento é de aborto?

Você saberá! O sangramento é em grande quantidade, acompanhado de cólica e eventualmente podem haver coágulos neste sangramento!

Ao exame o médico avaliará essa quantidade de sangramento, também fará o toque vaginal, para ver se o colo do útero está aberto ou não! A ultrassonografia dará o diagnóstico final de aborto!

E quais são as principais causas de uma mãe abortar?

  • Anormalidades cromossômicas: Uma gravidez de um feto que teria uma síndrome grave, as vezes a natureza se responsabiliza de não leva-la a diante.
  • Miomas: nos casos de miomas grandes e submucosos.
  • Malformações uterinas: quem já ouviu falar em útero bicorno?
  • Ovários policísticos: por conta dos altos níveis de alguns hormônios.
  • Hipotireoidismo e diabetes: principalmente se mal controlados
  • Síndrome do anticorpo antifosfolipídio: Principal causa a ser pesquisada em mulheres com mais de um aborto seguido (o famoso aborto habitual)
  • Infecções: toxoplasmose, sífilis, rubéola, herpes, HIV e até infecção urinária.
  • Tabagismo e alcoolismo
  • Obesidade ou anorexia
  • Drogas ilícitas
  • Idade materna avançada.

Ou seja, muitas condições clínicas podem levar ao quadro de aborto! Alguns são evitáveis, ou não, algumas pacientes tem um aborto completo, outras não. A conduta varia e depende de uma avaliação médica, e as vezes ultrassonográfica, para dar o diagnóstico.

O ideal é um bom acompanhamento pré-natal, fazendo todos seus exames de rotina para assim, identificar qualquer alteração a tempo de intervir em favor da gravidez.

Na dúvida, vá ao pronto-socorro, fale com o seu médico!

Por Dr. Bruno Jacob


Veja outros posts já publicados aqui pelo ginecologista/obstetra Dr. Bruno Jacob:
Candidíase – O que é e como tratar
Primeira Menstruação ou Menarca – Quando, onde, como?
Parto Normal x Parto Cesárea – Principais diferenças e indicações


Siga o A Mãe Coruja e o Dr. Bruno Jacob no Instagram  para acompanhar diversas dicas: www.instagram.com/amaecoruja e www.instagram.com/drbrunojacob

Author: Dr. Bruno Jacob

Dr. Bruno Jacob (CRM 167047) formado em medicina na Universidade São Camilo, foi presidente da Liga da Saúde da Mulher. Residência em Ginecologia e Obstetrícia, trabalha em grandes maternidades na cidade de São Paulo.

Siga Dr. Bruno Jacob nas redes sociais.
www.facebook.com/drbrunojacob
www.instagram.com/drbrunojacob

Share This Post On

Deixe uma resposta