11 Livros que você precisa ler para seu filho

lendo-para-crianças - LER - LIVROS INFANTIS

O contato com os livros pode transformar a vida do seu filho. Saiba como incentivar esse hábito (Imagem daqui)

Histórias são responsáveis pelo desenvolvimento das crianças e por impactos positivos até a vida adulta. Garantir o acesso a livros infantis de qualidade é uma forma de contribuir com o seu pequeno, pois a atividade facilita o aprendizado da linguagem, estimula a criatividade, auxilia a compreender o universo que o cerca e ainda estreita o relacionamento entre pais e filhos.

É possível apresentar o mundo do faz de conta para a criança desde quando ela ainda está na barriga da mãe. Conforme o seu pequeno cresce, as sugestões literárias também devem ir evoluindo, sempre em um ambiente tranquilo e interativo, como por exemplo, o quarto do bebê. É comum que a criança, nos primeiros anos, compreenda pouco sobre a história apresentada e prefira amassar, babar ou até mesmo rasgar o livro, e, mais tarde, acabe interrompendo a leitura e fazendo perguntas sobre o conteúdo. A dispersão é extremamente benéfica, por isso, não se preocupe se a atenção não estiver totalmente voltada para a história que está contando. Conforme a criança vai amadurecendo, o interesse pela literatura passa a ser natural, principalmente se o contato vier desde cedo. O mais importante é oferecer a oportunidade para que seu filho conheça o universo das possibilidades literárias, por isso, não desista!

BONS TÍTULOS PARA O SEU FILHO

Pelo menos 2 mil novas histórias infantis ficam disponíveis nas prateleiras todos os anos no Brasil. Na dúvida sobre o que ler ou não para seu pequeno, é necessário ficar atenta ao conteúdo, pois cada publicação é recomendada para determinados momentos do crescimento.

A seguir, descubra 11 ótimas opções para ler antes de dormir:

  1. Quem canta seus males espanta, de Theodora de Almeida, editora Caramelo

O livro está repleto de cantigas, parlendas e adivinhas que aprendemos de geração em geração, como a famosa Ciranda, cirandinha. Além de manter as tradições, a musicalidade incentiva o desenvolvimento da fala e a descoberta de novas palavras. De 0 a 2 anos.

  1. Bárbaro, de Renato Moriconi, editora Companhia das Letras

Sem texto, o livro estimula a imaginação ao apresentar a jornada perigosa de um guerreiro em seu cavalo, até que, no final, a aventura não era nada como parecia. De 0 a 2 anos.

  1. Flicts, de Ziraldo, editora Melhoramentos

Antes de publicar O Menino maluquinho, Ziraldo escreveu a história de uma cor “feia” que não se sente incluída em lugar nenhum. O desfecho ensina os pequenos a respeitar as diferenças e mostra o espaço de cada um no mundo. De 3 a 4 anos.

  1. Adivinha quanto eu te amo, de Sam Mcbratney, editora Martins Fontes

Uma história de amor entre pai e filho pode mostrar que o amor não tem medida. É um ótimo lembrete para a fase em que a criança está entrando na escola e pode se sentir desamparada com a separação temporária da família. De 3 a 4 anos.

  1. O Menino e o jacaré, de Maté, editora Brinque Book

Uma lenda indígena que valoriza importância da cultura e dos mitos do povo Kayapó vai mostrar às crianças o que aconteceu com o jovem Nuati, que tinha o hábito de insultar o jacaré do rio. De 5 a 6 anos.

  1. Os Contos de Grimm, de Tatiana Belinky, editora Paulus

Com mais de dois séculos de existência, os clássicos contos de fadas infantis, como Rapunzel e Branca de Neve, nas versões dos irmãos Grimm podem ser um pouco diferentes das conhecidas pelas crianças. É uma ótima oportunidade para questionamentos e reflexões próprias. De 5 a 6 anos.

  1. O Casamento de Emília, de Monteiro Lobato, editora Brasiliense

Um dos principais autores infantis do país, Lobato é o responsável por apresentar personagens do nosso folclore, como a Cuca, o Saci e o Boitatá. No livro, a boneca falante e Rabicó acabam separados para sempre. De 7 a 8 anos.

  1. As Aventuras de Glauber & Hilda, de Índigo, editora Companhia das Letrinhas

Um casal de pulga e ácaro tenta sobreviver em situações complicadas do dia a dia, sempre de forma positiva e criativa. A história vai apresentar valores e regras de convivência para o seu filho. De 7 a 8 anos.

  1. Ou Isto ou aquilo, de Cecília Meireles, editora Nova Fronteira

Uma boa forma de aprofundar as crianças no universo delicado da poesia é com uma das maiores poetisas do país. Os poemas mostram que sempre temos que fazer escolhas, a partir do olhar e dos sentimentos infantis. De 9 a 10 anos.

  1. Planeta corpo, de Antonio di Benedetto, editora Globo

O livro explora o corpo humano como se fosse um planeta e revela todas as suas partes. Pode ajudar a mergulhar em assuntos como as diferenças entre os sexos feminino e masculino e as mudanças que começam a acontecer com a chegada da puberdade. De 9 a 10 anos.

  1. O Diário de Zlata, de Zlata Filipovic, editora Companhia das Letras

A história real de uma menina que vivencia a eclosão da guerra na ex-Iugoslávia pode ajudar seu filho a entender as diferentes realidades do mundo, além de aprofundar os ensinamentos das aulas de história. De 11 a 12 anos.

As obras literárias podem ter preços elevados, mas são essenciais para o desenvolvimento do seu filho. Por isso, se preferir, você pode levá-lo a uma biblioteca pública e estimulá-lo a frequentar o espaço de leitura da escola. O importante é não privá-lo de oportunidades que mudarão a vida deles para sempre, como um delicado final de contos de fadas.

Autora: Carolina Peres | Fonte: Alô Bebê

Author: Débora Nunes

idealizadora do amaecoruja.com, 31 anos, mãe da Clara, do Caio, e da Olívia! Entusiasta da maternidade real acredita que toda mãe deve se dedicar aos seus filhos sem deixar seus demais papéis (mulher, profissional, esposa, amiga, filha...) de lado.

Share This Post On

Deixe uma resposta