Crianças e Rotinas…

ROTINA INFANTIL - CRIANÇAS E ROTINA - ROTINA

Como conseguimos criar rotina por aqui.

Quando voltei a trabalhar, umas das trezentas preocupações que eu tinha era: como conciliar as tarefas domésticas e o emprego?

Ficava pensando como vou conseguir chegar no trabalho no horário? No meu emprego não havia flexibilidade de horário. Eu tinha que chegar às nove horas e algumas vezes até antes.

O que posso dizer é que tudo vai se encaixando! E se pudermos contar com alguma ajuda, mais fácil se torna a adaptação.

Criei alguns hábitos. Quando chegava do trabalho já desfazia a bolsa da Alice da creche. E preparava a do dia seguinte. Assim corria menos chances de esquecer alguma coisa importante. Ah claro que já esqueci!

Fiz a adaptação dela com duas semanas de antecedência, porque queria estar em casa nessa etapa. E para mim funcionou. Me senti um pouco mais segura. Eu achava que iam me ligar com frequência, dizendo que ela estava chorando, que eu tinha que ir buscá-la, etc.

Claro que isso nunca aconteceu.

No primeiro dia tive que voltar pelo menos duas vezes na creche. Na primeira vez verificaram que eu não tinha mandado toalha de banho e na segunda viram que eu não tinha enviado fralda. Acho que é por isso que algumas mães recuperam tão rapidamente o peso!

Vou confessar: nos primeiros dias tudo foi muito confuso, mais com o passar dos dias tudo foi se encaixando. E hoje consigo dar conta de tudo com mais tranquilidade e sem tantos sobressaltos.

No primeiro ano o mais difícil foram as viroses. Na creche existem reuniões para que os pais possam falar sobre as suas experiências, e para mim a troca foi enriquecedora. Nunca vou me esquecer, que, numa dessas reuniões, um pai contou que a filha ficou tão congestionada, que a secreção era expelida pelos olhos da menina. E que ele se desesperou, porque nunca pode imaginar que algo assim pudesse acontecer!

Pois é, ao ouvir esse tipo de relato, consegui rir e perceber que são apenas etapas a serem ultrapassadas por nossos filhos. E que como tudo na vida se tivermos forças e equilíbrio vamos conseguir vencer!

Ultrapassada a virose, chegamos no momento das mordidas!

 

Author: Texto Colaborativo

Textos colaborativos escritos por colunistas e leitoras. Participe também enviando seu texto para debora@amaecoruja.com .

Share This Post On

Deixe uma resposta